sexta-feira, 7 de junho de 2013

Rodrigo


Foi tão de repente que nem tive tempo de vos contar, como foi no Sábado, como foi lindo, como o amor por uma criança linda de sorriso radioso e olhinhos brilhantes, juntou Portugal inteiro em diversas ações de esperança...

Como na terça feira, estivemos tão felizes por aparecer numa revista de grande tiragem, como sorrimos e adorámos pensar que iriamos tocar mais corações, gritar ainda mais alto este pedido de ajuda, como por momentos todos acreditámos que poderíamos ajudar a salvar este menino.

Foi assim de uma forma inesperada que li as primeiras más noticias, não vos consigo explicar, a dor, a revolta, o sentimento de impotência, as questões, a raiva, o desespero, a tristeza.

O Rodrigo merecia ter vencido esta luta, merecia por ele, pela família, pelos amigos até por nós, merecia para nos mostrar que também há finais felizes.

Infelizmente a vida nem sempre faz sentido, talvez venha a fazer um dia, às vezes só quando vimos algo de longe conseguimos ver com outros olhos. Por muito difícil que isso me pareça agora.

Volto a pensar como soube do Rodrigo, como me tocou cá dentro esta luta, desta mamã coragem, que gritou bem alto um pedido de ajuda e foi ouvida por milhares. Como ajudou a criar laços, como uniu tantas pessoas nesta aventura de Vamos Ajudar o Rodrigo.

Penso e volto a pensar, e faria tudo de novo, o que me levou a ajudar foi o facto de sentir que tinham tirado a esperança a uma família que se recusou a aceitar isso e iria partir para lutar contra tudo e todos e eu tinha de os ajudar.

Porque se houve algo que me tocou foi esta coragem foi este agarrar à vida, presos por um sorriso lindo que diariamente nos habituámos a ver.

E impus a mim mesma um desafio ambicioso, porque tinha que ajudar quem merece com algo que eu nunca tinha feito antes, não nesta escala. Por isso rodeei-me de aliados poderosos, amigos valentes e cheios de amor para dar, que inspirei, e me ajudaram a conseguir vender mais de 100 livros e a tocar muitos mais.

Por isso quando a noticia triste se espalhou, todos eles se viraram para mim, e juntos chorámos.

Tenho muita pena de não ter conseguido ajudar a salvar o Rodrigo, mas não me arrependo nem um bocadinho de o ter ajudado a sorrir e de ter ajudado a dar esperança a quem o rodeava e não só.

Ao mesmo tempo toda esta história me faz pensar no meu dia a dia, em todas aquelas vezes que me queixo de coisas tão pequenas, que deixam de fazer sentido.

Me faz dar mais valor ao que tenho e me faz querer saborear melhor os bons momentos que passamos nesta vida. Tenho em mim um coração grande e não quero mudar nunca. E por todos os Rodrigos que existem vou continuar a lutar!

Gosto de acreditar que há algo mais, e talvez agora o Rodrigo esteja de sorriso nos lábios, porque embarcou numa aventura nova agarrado a uma estrela bem brilhante. Também ele aprendeu o segredo para entrar no mundo dos sonhos, e foi de certeza com um sorriso radiante que viu aproximar-se uma grande estrela.

Rodrigo lindo, voltaria a lutar por ti vezes sem conta, e se encontrares por aí o capitão Alfredo dá-lhe um beijinho por mim, e diz-lhe que tenho muitas saudades dele, e pede-lhe que te conte as aventuras dos tempos do cinema e vais te rir com as histórias de índios e cowboys.

6 comentários:

Luciana Destralhar disse...

:(

Luciana Destralhar disse...

:(

Marta disse...

:'(

Marta disse...

:'(

Little Star disse...

Há dores que não têm tradução em palavras e aquilo que tu fizeste por ele, mostra o coração lindo e gigante que tens! O Rodrigo está lá em cima a fazer "fixe" e a piscar o olho. Deixou de sofrer, mas não deixou de lutar, por isso, neste momento é uma das estrelinhas mais brilhantes do céu.
Bjs GIGANTES NO TEU CORAÇÃO!

pedra de sal disse...

É sem duvida uma dor imensa.... E especialmente para quem é mãe... E sofre constantemente por antecipa ao, por ansiedade de um dia poder acontecer a uma das suas crias... É muito triste e faz-nos repensar tantas coisas....

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails