sábado, 24 de janeiro de 2015

8


Depois de um dia atribulado, de um turbilhão de emoções e sensações, perto das 18:00 do dia 24 de Janeiro de 2007, no hospital Fernando Fonseca, nascia este bebé pirata e nascia com ele uma mamã e um papá.

Lembro-me de olhar para ti filho, de olhar para ti embevecida, apaixonada, incrédula pela perfeição e grandiosidade que é ver-te nascer de mim e pensar como fui capaz de conceber algo tão importante.

Tenho a certeza que um dia, daqui a muitos anos, quando recordar a minha vida e o que de melhor eu fiz, que este momento lá está. Porque lembro-me que nada na minha vida tinha tido até então esta importância, esta grandiosidade, esta perfeição.

A partir desse momento o meu mundo parou, a terra deixou de girar à volta do sol, o planeta passou a existir para ti, e eu também... a partir desse momento tudo passou a ser secundário, toda a beleza que eu tinha visto, não se comparava contigo, todo o amor que eu tinha sentido, não era nada em relação ao meu amor por ti. Nesse momento nasci novamente e descobri este amor que só se descobre assim...

A partir desse dia passaram a chamar-me de mãe, e é um grande orgulho ser a tua mamã, olho para trás e penso que passou depressa demais, e olho para a frente e espero que o tempo nos deixe abrandar...

A mamã é uma chata sempre a dizer que te adora mas é verdade, e às vezes tenho medo que não saibas isso e quero dizer-te isso vezes sem conta, como ontem:

C: "gosto de ti até à lua e de volta até cá abaixo e de volta até à lua e de volta até cá abaixo, infinitas vezes não sabes?"
D: (de sorriso matreiro e olhos malandros) "gostas de mim até à lua e de volta até cá abaixo, até ao infinito e mais além?"

Sorri e derreti-me seu piratinha lindo e malandreco que partilhas com a mãe a magia dos filmes Disney, e o toy story passa para a vida real com esta frase, e dou comigo quase a chorar a imaginar o meu Diogo como o Andy que cresce depressa demais....

Pelo menos ainda brincas com os teus brinquedos, ainda vimos esses filmes e vibramos juntos, ainda és o meu pequenino, eu sei que fazes hoje 8 anos, e já és muito crescido, mas.... ainda és meu....

E hoje é dia de festa e temos muitas surpresas para ti, hoje e sempre meu amor, que a vida te sorria e traga muitas surpresas boas e mimos a dobrar, pela minha parte cá estarei sempre e nunca te esqueças que te adoro tanto tanto..... ao infinito e mais além!


2 comentários:

Sandra disse...

Parabéns. Quero ver as fotos da festa :P

Kláudinha disse...

obrigada :D ainda estou em "ressaca" da festa.... prometo um post à maneira bjinhos querida

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails